Última hora
recent

Menino morreu afogado enquanto mãe usava o Facebook

Uma mulher que estava a usar o Facebook no telemóvel quando o filho de dois anos se afogou foi condenada a cinco anos de cadeia por falhar na assistência ao menor.

Claire Barnett
Claire Barnett enviou duas fotos e conversou no "chat" do Facebook enquanto o filho, Joshua Barnett, de dois anos, se afogava num lago nas traseiras da casa onde vivia com a mãe e os três irmãos.

A mulher, de 31 anos, não foi clara nas declarações que prestou à polícia sobre o que fazia quando Joshua, e um dos irmãos, brincava perto do lago no jardim das traseiras da casa.

A investigação da polícia concluiu que Claire enviou duas fotos pelo Facebook e atendeu uma chamada do namorado quando devia estar a olhar pelas crianças.

Quando se apercebeu, era tarde. Joshua ainda foi assistido, mas viria a morrer no hospital, nesse mesmo dia, 17 de Março de 2014, numa casa em Beverley, East Yorkshire, no Reino Unido.

O caso chegou agora ao fim. Em tribunal, Claire Barnett declarou-se culpada de quatro acusações de negligência e negou a acusação de homicidio por negligência.

"O seu filho morreu devido à sua conduta negligente. Vai ter de viver com isso para o resto da sua vida", disse o juiz Jeremy Richardson, ao ler a sentença.

Testemunhos revelaram que Claire constumava deixar brincar os filhos, sem acompanhamento, numa estrada movimentada junto à casa onde vivia antes de se mudar para Beverley.

"Acredito que não lhe vai ser permitido aproximar-se de crianças sem supervisão. Se voltar a ter filhos, estou certo que lhe serão retirados", acrescentou o juiz. Fonte: Jornal de Notícias.

Blogs Portugal

Com tecnologia do Blogger.