Última hora
recent

Furacão ALEX - Açores em alerta vermelho!

Imagem de satélite do furacão Alex
O período mais crítico do furacão ‘Alex’ nos Açores ocorrerá entre as 08:00 e as 11:00 desta sexta-feira (hora local), quando se prevê a sua passagem em cima do arquipélago, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

“A passagem do furacão em cima do arquipélago é entre as 08:00 e as 11:00, que será o período mais crítico”, afirmou a meteorologista Fernanda Carvalho, da delegação regional dos Açores do IPMA.

Fernanda Carvalho explicou que já se registam “eventos de precipitação forte, mas ainda não os valores que possivelmente vão cair”.

“Temos em várias ilhas valores de queda de precipitação que ultrapassam os 10 litros por metro quadrado”, referiu a meteorologista, adiantando que no caso do vento já se registaram rajadas máximas de 90 quilómetros/hora no grupo central.

O IPMA anunciou que o furacão ‘Alex’ mantém as características previstas para a sua passagem nos Açores, apesar de apresentar indícios “de algum enfraquecimento na sua estrutura”.

Um comunicado disponível na página do Facebook da delegação regional dos Açores do IPMA informa que, de acordo com o centro de Furacões de Miami (EUA), o centro do furacão ‘Alex’ encontrava-se às 02:00 (mais uma hora em Lisboa) "a cerca de 445 quilómetros a su-sueste do Faial, dirigindo-se para norte com uma velocidade de cerca de 35 km/h, o que implica a sua passagem sobre as ilhas do grupo central dos Açores durante a manhã”.



Hoje, os tribunais dos dois grupos vão estar encerrados, enquanto nas escolas das sete ilhas não haverá aulas, assim como nos três polos da Universidade dos Açores, que funcionam em Ponta Delgada (São Miguel), Angra do Heroísmo (Terceira) e Horta (Faial).

O Governo Regional recomendou ainda o encerramento das creches e jardins-de-infância, tendo o presidente do executivo, Vasco Cordeiro, determinado o fecho dos serviços da administração regional para as sete ilhas.
A exceção são “os serviços considerados urgentes e essenciais, nomeadamente hospitais, centros de saúde, serviços de proteção civil, assim como os demais considerados pelos respetivos diretores regionais da tutela”.

Também pelo menos seis municípios – Praia da Vitória (Terceira), Nordeste, Povoação e Ponta Delgada (São Miguel) e Lajes e São Roque (ambos do Pico) – decidiram pelo encerramento dos serviços.
A Base das Lajes está fechada, pela primeira vez, desde o 11 de Setembro.

Tudo para evitar uma situação semelhante àquela que ocorreu em dezembro, quando as condições meteorológicas adversas acabaram por provocar uma morte no arquipélago.

O IPMA emitiu para as ilhas do grupo central aviso vermelho para chuva que vigora até às 14:00 desta sexta-feira, enquanto o mesmo aviso para a agitação marítima mantém-se entre as 05:00 e as 15:00.

Igual aviso vermelho, o mais grave numa escala de quatro, que representa uma situação meteorológica de risco extremo, mas para o vento, está em vigor entre as 05:00 e as 14:00 no mesmo grupo.

Para o grupo oriental foi também emitido um aviso vermelho para chuva até às 14:00 e para vento entre as 05:00 e as 13:00. A agitação marítima tem o mesmo aviso meteorológico entre as 05:00 e as 14:00.

À população é solicitada ainda “a adequada fixação de estruturas soltas, como andaimes ou placardes e outras estruturas montadas ou suspensas”, e a consolidação de telhas, portas e janelas.

A Proteção Civil recomenda igualmente um “especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas”, alertando que não devem “ser realizadas atividades relacionadas com o mar, nem ao ar livre”.

O furacão 'Alex' é o primeiro fenómeno meteorológico desta natureza a acontecer no mês de janeiro em quase 80 anos, de acordo com meteorologistas norte-americanos. Fonte: TVI.

Blogs Portugal

Com tecnologia do Blogger.