Última hora
recent

Facebook - Acredita nas tretas do "copia e cola" publicadas pelos seus amigos?

Logotipo do facebook
Acredita nas tretas publicadas pelos seus amigos, no Facebook, que dão conta de alterações na rede social, apenas aplicadas a quem não copiar e colar essas mesmas mentiras no perfil?

“Atenção: É oficial e passou na TV. O Facebook vai começar a ser pago, a partir deste verão. Se copiares isto para o teu mural, o teu ícone ficará azul e o Facebook estará livre para ti. Por favor, passa esta mensagem. Se não, o teu perfil será apagado. Copia e cola no teu mural”.

Já algum dos seus amigos publicou um post com este conteúdo? E o que você fez? Copiou e colou? Se o fez, não deveria. Mas o que leva os utilizadores a acreditar nestas farsas e porque surgem esses embustes? As respostas podem surpreendê-lo.

Sempre que ler uma destas comunicações, está perante um ‘hoax’ – termo que terá origem na mistura das palavras da expressão mágica ‘hocus pocus’, através do qual se propagam, de forma viral, falsas notícias. O curioso é que este tipo de procedimentos é muito antigo e há provas de que já eram usados em meados do século XVIII.

Como detetar estes boatos virtuais? Há algumas caraterísticas comuns a todos eles.

Em primeiro lugar, apresenta erros ortográficos. Quem se diverte com estes embustes não tem, por regra, grandes conhecimentos de Português (ou da língua em que escreve). Depois, os posts não citam fontes, são anónimos e dizem respeito a assuntos que interessam a muita gente.

Há casos de fé, em que se promete felicidade e saúde a quem copiar e colar. Mas há também alegadas novas regras no Facebook. Por exemplo, o início de cobrança para quem usar a rede social.

Se tiver o cuidado de terminar a sessão da sua conta, vai poder ler uma mensagem oficial do próprio Facebook:

“Regista-te. É gratuito e sempre será”.

Mas os hoaxs têm outras caraterísticas. Apresentam uma fácil resolução do problema – copiar e colar o texto no perfil, para que outras pessoas o vejam. Não têm data, o que o torna sempre atual. E quase sempre apresenta texto em maiúsculas, para dramatizar.

Eis um exemplo de embuste que circula no Facebook.

“A partir de 24 de junho de 2016, não dou permissão ao facebook ou as entidades associadas ao facebook para usar minhas imagens, informação ou publicações, tanto do passado como do futuro. Por esta declaração, dou aviso ao facebook que é estritamente proibido divulgar, copiar, distribuir ou tomar qualquer outra ação contra mim com base neste perfil e / ou seu conteúdo. O conteúdo deste perfil é informação privada e confidencial”.

E o post prossegue: “Nota: O Facebook é agora uma entidade pública. Todos os membros devem publicar uma nota como esta. Se preferir, pode copiar e colar esta versão. Se não publicar uma declaração pelo menos uma vez, estará tacitamente permitindo o uso de suas fotos, bem como a informação contida nas atualizações de estado do perfil. Não compartilhe. Você tem que copiar e colar…”

Leu bem: “O Facebook é uma entidade pública”. E acredite que há pessoas que não questionam estas ideias sem sentido e que as propagam.

Fonte: PT Jornal.

Blogs Portugal

Com tecnologia do Blogger.