Última hora
recent

Insólito - Guarda-redes inglês investigado por comer empada durante jogo

Insólito - Guarda-redes inglês investigado por comer empada durante jogo
O guarda-redes Wayne Shaw, habitual suplente no Sutton United da quinta divisão inglesa, abandonou o clube e está a ser investigado depois de ter sido apanhado pelas câmaras de televisão a comer uma empada durante o jogo da Taça de Inglaterra contra o Arsenal.


Em causa está um alegado ‘truque’ relacionado com a companhia de apostas Sun Bet, associada ao jornal britânico The Sun, que patrocinou o clube amador na partida com o Arsenal e que terminou com o triunfo por 2-0 do clube da Premier League.

A empresa tinha criado uma aposta relacionada com Shaw, que envolvia a ingestão de uma tarte de carne durante o jogo, o que acabou por acontecer na segunda parte.

“O Wayne entregou a sua carta de demissão esta tarde e ela foi aceite”, disse o treinador do Sutton, Paul Doswell, à Sky News, considerando que este é “um fim triste para uma história muito boa”.

“Uma brincadeira” que acaba mal…

O jogador tinha dito à imprensa que decidiu dar à empresa “um pouco de brincadeira” com a aposta, mas a entidade que regula as apostas comerciais em Inglaterra, bem como a Associação de Futebol do país (FA na sigla original), decidiram investigar o incidente.

As regras da FA proíbem jogadores de apostar em qualquer “ocorrência” durante um jogo, embora o incidente tenha ocorrido fora do campo, sem que haja ainda nenhuma indicação de que o guarda-redes tenha beneficiado directamente da acção.

“A integridade no desporto não é uma piada”, comenta o director da Comissão de Apostas, Richard Watson, que explica que o organismo vai “investigar qualquer irregularidade e perceber se o operador cumpriu as regras de integridade previstas na licença”.

“A fama subiu-lhe à cabeça”

Wayne Shaw, que tem 46 anos, tornou-se famoso a nível mundial pela imponente figura física – não tanto por ser particularmente atlético, mas por exibir mais de 100 quilos, não se enquadrando na imagem do típico jogador de futebol.

“Ele viu-se outra vez nos jornais e a fama, obviamente, subiu-lhe um pouco à cabeça“, disse o presidente do Sutton, Bruce Elliott, sobre o episódio, em declarações divulgadas pela BBC.

O treinador do Sutton refere à Sky News que aceita a saída dele do clube como algo inevitável, mas com “o coração muito pesado” porque diz que ele é “um bom amigo”.

Quanto a Shaw, não parece muito abalado com o caso e até já veio esclarecer, no seu perfil do Twitter, que não comeu “uma tarte”, como andam por aí a dizer a maioria dos órgãos de comunicação social, mas uma “empada”.

Fonte: ZAP.

Blogs Portugal

Com tecnologia do Blogger.