Última hora
recent

Foram abatidos 2 suspeitos de prepararem atentados na Rússia

Equipa do FSB antigo KGB

Dois homens oriundos da Ásia Central, suspeitos de preparar atentados em território russo, foram abatidos em Vladimir, uma localidade turística a 200 quilómetros a leste de Moscovo, revelou esta quarta-feira o FSB, serviço herdeiro do soviético KGB.

“Os agentes do FSB eliminaram, durante uma tentativa de detenção à qual resistiram, dois naturais da Ásia Central nascidos em 1987 e 1991”, avançaram em comunicado os denominados serviços especiais russos.Os dois suspeitos estariam em contacto com “recrutadores de organizações terroristas internacionais” e preparados para cometer atentados em solo russo.

Foram encontrados explosivos, munições, uma espingarda automática AK-47 e uma pistola no local visado pelas forças de segurança. Um vídeo difundido pelo próprio FSB mostra os corpos dos dois suspeitos num quarto. Um deles estava aparentemente armado com uma Kalacnhikov.

Os dois suspeitos estariam em contacto com “recrutadores de organizações terroristas internacionais” e preparados para cometer atentados em solo russo.

O FSB não esclarece se esta operação em Vladimir está ou não associada ao atentado de 3 de abril no metro de São Petersburgo, que provocou 14 mortos e cujo autor, um quirguiz com nacionalidade russa, morreu na explosão.

Os meios de comunicação social da Rússia adiantam, ainda assim, que um dos presumíveis cérebros do ataque do início de abril, Abror Azimov, sob custódia das autoridades russas, residia precisamente em Vladimir. Detido na segunda-feira, nos arredores de Moscovo, Azimov admitiu o envolvimento na preparação do atentado, mas negou ser o principal mentor.

Os serviços de segurança russos têm multiplicado, nos últimos anos, operações de contraterrorismo no Cáucaso, perseguindo organizações tidas como extremistas islâmicas. Tais ações são menos comuns nas porções ditas “europeias” do território do país de Vladimir Putin.

Em outubro do ano passado, durante uma operação policial de rotina em Nijni Novgorod, antiga Gorky, as autoridades russas abateram duas pessoas que estariam na posse de explosivos. O autoproclamado Estado Islâmico afirmaria posteriormente que um dos suspeitos integrava as suas fileiras.
Fonte: RTP.

Blogs Portugal

Com tecnologia do Blogger.