Última hora
recent

Ministro do Ambiente vai hastear a Bandeira Azul em Vila Praia de Âncora

Vila Praia de Âncora - PraiaO Ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva vai hastear a Bandeira Azul da Europa nas praias de Caminha, nomeadamente na praia de Vila Praia de Âncora, numa cerimónia oficial que vai ter lugar no próximo dia 3 de Julho de 2015. “Esta é uma forma de sinalizar que esta é uma praia exemplar”, sublinhou Miguel Alves, presidente da Câmara Municipal de Caminha.

Sobre a Bandeira Azul, Miguel Alves apontou, ainda, para a importância deste galardão para a praia: “conseguimos colocar a praia de Vila Praia de Âncora nos circuitos internacionais de praias”. É de realçar que, pela primeira vez na história do concelho, as suas quatro praias - Caminha, Moledo, Vila Praia de Âncora e Forte do Cão - vão hastear a Bandeira Azul da Europa. Tal nunca tinha acontecido e, no caso de Vila Praia de Âncora, a última vez que a praia foi galardoada aconteceu em 2011. Também Guilherme Lagido, vice-presidente da autarquia caminhense, manifestou a sua satisfação pela obtenção deste importante galardão.

O assunto foi avançado na reunião de câmara descentralizada realizada em Vila Praia de Ancora. A obra na Duna dos Caldeirões e a obtenção da Bandeira Azul da Europa na Praia de Vila Praia de Âncora foram os assuntos dominantes na reunião descentralizada que decorreu ontem em Vila Praia de Âncora, na qual intervieram cinco munícipes. Para além dos temas já mencionados, o mau estado da Rua Rodrigo Lourenço da Rocha, a Travessa do Teatro, o Plano Director Municipal, o Largo da Estação, a qualificação dos eventos culturais entre outros, também foram objecto de discussão.

A Empreitada de Reforço e Protecção dos Sistemas Dunares e Renaturalização de Áreas Naturais Degradadas na Duna dos Caldeirões foi outra das questões levantadas. Lagido explicou que esta obra contempla duas fases. Refira-se que a primeira fase foram realizados os trabalhos de restituição do curso do rio pelo desassoreamento da sua foz, da a deposição dos volumes de areia resultantes daquela escavação no reforço do cordão dunar e da desmontagem de infraestruturas colapsadas. Fonte: Correio do Minho.

Blogs Portugal

Com tecnologia do Blogger.